quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

A esperança Está em Jesus

Quem foi Jesus?

O que a ciência (e não os religiosos) sabem de verdade a respeito do homem que viveu na palestina no século 1

Por Rodrigo Cavalcante, com ilustrações de Sattu

Nos filmes da Sessão da Tarde, Jesus quase sempre é interpretado por um ator de pele branca, cabelo longo, barba castanha, olhos claros, enfim, alguém mais parecido com um hippie saído de uma universidade da Califórnia do que com um homem que nasceu na Palestina do século 1.

Mas, se o problema dos pesquisadores fosse apenas tentar reconstituir a fisionomia de Jesus, tudo ser ia mais fácil – até porque, segundo os arqueólogos, ele deveria se parecer mais com um árabe do que com os atores de filmes de Hollywood.

A questão que sempre intrigou os arqueólogos é a busca do chamado Jesus histórico, ou seja, a figura histórica de Jesus sem os constrangimentos da teologia ou da fé. Para esses pesquisadores, os Evangelhos não podem ser tomados como registros da história, e sim como testemunhos de fé, escritos décadas depois da morte de Jesus. Sem levar a sério os Evangelhos como registros documentais – e sim interpretativos –, o que os arqueólogos sabem, enfim, sobre o judeu que morreu crucificado em Israel há quase 2 000 anos?

Muito pouco. Do ponto de vista documental, a única referência direta a Jesus feita por um não cristão no século em que ele viveu está na obra do historiador judeu Flávio Josefo, escrita entre as décadas de 70 e 90, que faz uma menção discreta a “um homem sábio” que viveu no tempo de Pilatos. Em outro trecho, o escritor faz referência a Tiago, irmão de Jesus, “cognominado de Messias”, que teria sido entregue para ser apedrejado.

Irmão de Jesus? Isso mesmo: para os pesquisadores, é provável que Jesus, de fato, tenha tido vá rios ir mãos, teria nascido em Nazaré – e não em Belém – e sua morte passara praticamente despercebida pelos romanos na época. Veja no quadro ao lado as diferenças entre a versão tradicional e a versão dos arqueólogos e historiadores sobre a vida do homem que inspira fé em mais de 2 bilhões de pessoas.

Nenhum comentário:

Perola Diaria 16/03/2012

"Porquanto, para mim o viver é Cristo, e o morrer é lucro." (Filipenses 1.21) Quando meditei sobre esta passagem fiquei muito comovido e concluí: Cristo deve ter a prioridade em minha vida! Certamente todos concordamos com isso em teoria, e dizemos sim a Jesus. Mas será que a nossa vida pessoal também é assim no dia-a-dia? O que está em primeiro lugar em minha vida? O meu trabalho, a minha família, os meus interesses – ou de fato unicamente Jesus Cristo? Se Ele realmente está em primeiro lugar em sua vida, todas as outras coisas adquirem o devido valor. Quando continuamos meditando mais sobre este texto, somos tocados pela palavrinha "é". "Para mim o viver é Cristo." O nosso problema é que temos a inclinação de deixar isso para mais tarde, argumentando: "Certamente quando chegar a hora, o Senhor Jesus será tudo para nós." Mas isso está errado, pois agora, neste exato momento, Ele, a quem foi dado todo o poder no céu e na terra, é a nossa vida. E se esse é de fato o nosso caso, então não há mais lugar para coisas negativas e obscuras, nenhuma incredulidade e falta de fé terá espaço em nossa vida. Então não somos mais determinados ou oprimidos por sentimentos ou emoções, pois o nosso íntimo estará tomado por Jesus Cristo, e poderemos dizer de verdade: "Para mim o viver é Cristo."

facebook

Hemofobia

Ocorreu um erro neste gadget

Imagem Folheados

Biblia Onlaine

Pesquise nas Escrituras
[ Ex.: graça | Ex.: Gn 1:1-10 ]

Faça o seu cadastro.

Deus é amor

Profecias Brasil.com- Site Evangélico Sobre o Apocalipse Bíblico, Profecias para o Brasil Anticristo, Estudos Bíblicos, Milagres, Sinais dos Tempos Besta, Arrebatamento, fé. Profecias!

Voce pode Criar sua conta no pague seguro , e é gratis

Vídeo não pode ser exibido.

Notiçias

Ferramenta Gospel

Pérolas Diárias

"Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas..." João 14.1-2

Como será maravilhoso quando chegaremos à casa do Pai! Em nossa vida há muitos "primeiros dias" dos quais todos nós nos lembramos: o primeiro dia na escola, o primeiro dia no emprego, etc. Todos esses são dias inesquecíveis, especialmente o primeiro dia na nossa vida espiritual, o dia da conversão, que sempre deve ser uma lembrança viva para nós. Mas você jamais deveria dizer: "O primeiro dia depois da minha conversão foi o dia mais glorioso da minha vida". Pois essa glória, esse amor ardente que você tinha logo que se converteu você precisa também agora. Você tem hoje o mesmo Salvador que teve naquela oportunidade! As Escrituras dizem: "Jesus Cristo ontem e hoje é o mesmo, e o será para sempre." O primeiro dia que você passará na eternidade será o seu último dia sobre esta terra! Essa grandiosa realidade não deve ser ignorada. Não é em vão que o salmista diz: "Ensina-nos a contar os nossos dias, para que alcancemos coração sábio." Os tolos que vivem e se comportam nessa vida como se fossem viver eternamente são cegos, pois todos nós passaremos para a eternidade, e isso muitas vezes acontece repentina e inevitavelmente. Esse dia "X" será nosso último dia aqui sobre a terra e o primeiro dia na eternidade.

Leia Gospel

Leia Gospel + Os melhores links Gospel Links Gospel

Doação

.

Letras e musica


mais músicas no letras.com.br

visualizações

Compre barrato